segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Lady Susan - Carta 19 em português

Lady Susan a Sra. Johnson
Churchill

Sei que está ansiosa para ouvir mais a respeito de Frederica, e talvez pense que sou negligente por não ter escrito antes. Ela chegou com seu tio na quinta-feira da quinzena passada. Obviamente, não perdi tempo em exigir a causa de seu comportamento, e logo percebi ter sido perfeitamente correta em atribuir-la à minha carta.
A perspectiva a assustou tão completamente, que com um misto de perversidade feminina e loucura, resolveu sair da casa diretamente ao encontro de seus amigos, os Clarkes, e tinha ido tão longe quanto à distância de duas ruas quando se perdeu, felizmente, foi perseguida e alcançada.
Essa foi a primeira grande façanha da Srta. Frederica Vernon. E se considerarmos que essa façanha foi alcançada na tenra idade de dezesseis anos, teremos espaço para as previsões mais lisonjeiras de sua fama futura. No entanto, eu me senti excessivamente provocada com a falta de decoro que impediu miss Summer de manter a menina. E isto pareceu ser algo tão insignificante, levando em consideração as ligações familiares de minha filha, que só posso supor que essa senhora foi movida pelo medo de nunca conseguir o dinheiro dela.
Seja como for, Frederica foi devolvida as minhas mãos, e, não tendo mais nada para fazer, ocupou-se em continuar o plano romântico iniciado em Langford. Na verdade, está apaixonada por Reginald de Courcy! Desobedecer a sua mãe, recusando uma oferta perfeita, não é suficiente, suas afeiçoes também devem ser dadas sem a aprovação de sua mãe! Eu nunca vi uma moça da idade dela, expor-se tanto a ser o divertimento de um homem.
Seus sentimentos são tão intensos e é tão encantadoramente ingênua em expor-se e em permitir-se a mais modesta esperança, que será ridicularizada e desprezada por todos os homens que a vêem. Com sua candura, nunca vai conseguir nada em matéria de amor. Ou essa menina nasceu simplória e tem isso por natureza, ou é fingimento.
Ainda não estou certa de que Reginald percebeu suas intenções e isso não tem muita importância. Ela agora é um objeto de indiferença para com ele, e se ele entendeu suas emoções, apenas a despreza. A beleza dela é muito admirado pelo Vernons, mas não tem efeito sobre ele. Ela está em alta no favor de sua tia, isso porque se parece pouco comigo, é claro. Ela é a companhia perfeita para a Sra. Vernon que gosta de ser firme e ter toda a razão e sagacidade na conversa. Frederica nunca irá superá-la. Quando ela chegou, eu tentei impedi-la de passar muito tempo com sua tia, mas acabei relaxando, pois acho que posso confiar que ela observará as regras estabelecidas para seus relacionamentos.
Mas, não imagine que com toda essa indulgência, eu tenha em algum momento abandonado meu plano de casamento. Não, eu estou inalteravelmente fixada neste objetivo, embora eu ainda não esteja completamente decidida sobre o modo de realizá-lo. Não seria conveniente tratar desse assunto aqui, exposta a opinião do Sr. e Sra. Vernon, mas não posso me dar ao luxo de ir à cidade. Sendo assim, a Srta. Frederica terá de esperar um pouco.
Atenciosamente:
Lady Susan Vernon

Autora: Jane Austen
Tradução de: Bruna Tavares

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...