sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Orgulho e Preconceito – Capítulo 1

É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro na posse de uma boa fortuna, deve estar a procura de uma esposa.
No entanto, por menos conhecidos que sejam os sentimentos ou pontos de vista de um homem ao entrar pela primeira vez em um vilarejo, essa verdade é tão bem fixada na mente das famílias vizinhas, que ele é considerado como propriedade legítima de uma ou outra de suas filhas.

“Meu caro Sr. Bennet”, disse a sua senhora a ele um dia “, o senhor já ouviu que Netherfield Park foi finalmente alugado?”
O Sr. Bennet respondeu que não.
"Mas foi", retrucou ela, "pois a Sra. Long acaba de vir aqui, e ela me contou tudo sobre isso."
O Sr. Bennet não deu resposta.
"Não quer saber quem o alugou?" exclamou a mulher, impaciente.
"Você quer me dizer, e eu não tenho nenhuma objeção a ouvi-lo."
Este convite foi suficiente.
“Você deve saber, meu caro, a Sra. Long diz que Netherfield foi alugado por um jovem de grande fortuna vindo do norte da Inglaterra, que desceu na segunda-feira em uma chaise puxada por quatro cavalos, para ver o lugar, e ficou tão satisfeitos com ele, que concordou com o Sr. Morris imediatamente, que ele deve tomar posse antes do dia de São Miguel, e alguns de seus criados devem estar na casa até o final da próxima semana".
"Qual é seu nome?"
"Bingley."
"Ele é casado ou solteiro?"
"Oh solteiro, meu caro, e pode ter certeza de que ele é um homem de grande fortuna;! Quatro ou cinco mil por ano. Que coisa boa para nossas meninas"
"Como assim? Como isso pode afetá-las?"
"Meu caro Sr. Bennet," respondeu a mulher, "como o senhor pode ser tão cansativo! Você deve saber que eu estou pensando em seu casamento com uma delas."
"Será que é este o seu projeto ao vir para cá?"
“Projeto, que absurdo! Como pode dizer isto! Mas é muito provável que ele se apaixone por uma delas e, portanto, você deve visitá-lo tão logo ele venha."
"Não vejo razão para isso. Você e as meninas podem ir, ou você pode enviá-las por si, que talvez será ainda melhor, pois como você é tão bonita como qualquer uma delas, o Sr. Bingley poderia achar você um melhor partido ".
"Meu querido, o senhor me lisonjeia. Eu certamente tive minha parcela de beleza, mas eu não tenho a pretensão de ser qualquer coisa extraordinária agora. Quando uma mulher tem cinco filhas crescidas, como poderia pensar em sua própria beleza?"
"Nesses casos, muitas vezes, a mulher não tem muita beleza em que pensar".
"Mas, meu caro, o senhor deve realmente ir visitar o Sr. Bingley, quando ele vier para o vilarejo."
“Não garanto minha participação nisso.”
"Mas pense em suas filhas. Só acho que seria uma ótima oportunidade para uma delas. Sir William e Lady Lucas estão decididos a ir, apenas por esse motivo, no geral, você sabe, eles não visitam os recém-chegados. Certamente você deve ir, pois será impossível para nós, visitá-lo se o senhor  não o fizer. "
"Você está sendo muito escrupulosa, certamente, eu ouso dizer que o Sr. Bingley vai ficar muito feliz em vê-la, e vou enviar um bilhete por você para assegurar-lhe o meu consentimento saudável para o seu casamento com qualquer uma das meninas.  Embora eu deva sugerir a minha pequena Lizzy. "
"Não desejo que faça tal coisa. Lizzy não é melhor que as outras. E tenho certeza que ela não possui a metade da beleza de Jane e, de forma alguma, é tão bem-humorada como Lydia. Mas o senhor está sempre dando-lhe a preferência. "
"Elas não têm nada a ser recomendado", respondeu ele, "todas são tolas e ignorantes, como qualquer garota, mas Lizzy tem um pouco mais de esperteza do que suas irmãs."
"Oh Sr. Bennet! como o senhor pode desdenhar de suas próprias filhas, de tal maneira! O senhor tem prazer em me aborrecer. Não tem compaixão pelos meus pobres nervos."
"Você se engana, minha cara. Tenho um grande respeito pelos seus nervos. Eles são meus velhos amigos. Ouvi você mencioná-los com muita consideração nos últimos 20 anos pelo menos."
"Ah, você não sabe o que eu sofro."
"Mas eu espero que você possa superar isso e viver para ver muitos jovens de quatro mil por ano entrarem no vilarejo."
"Não será de nenhuma utilidade para nós, se vinte deles virem para cá, já que o senhor não irá visitá-los."
"Esteja certa de que, minha querida, se vierem vinte, vou visitá-los todos."
O Sr. Bennet era uma mistura tão estranha de agudeza, de humor sarcástico, de reserva e de capricho, que a experiência de 23 anos tinham sido insuficientes para fazer sua esposa entender o seu caráter. A mente dela era menos difícil de entender. Ela era uma mulher de pouca compreensão, informação, e temperamento incerto. Quando ela estava descontente, imaginava-se doente dos nervos. O objetivo da sua vida era casar as filhas, o seu consolo eram visitas e fofocas. 

Próximo capítulo em breve.

Título Original: Pride and Prejudice
Autora: Jane Austen
Tradução de: Bruna Tavares e Adriana Tavares.


1 comentários:

FFZadorosny disse...

Adorei a tradução. Havia lido na versão de portugal, assim fica muito melhor, mais gostoso de ler. ;)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...