segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Ann Radcliffe e Os mistérios de Udolfo

No livro Abadia de Northanger, a personagem Catherine Morland, viciada em literatura gótica, deixa-se levar por sua imaginação, acreditando que a Abadia onde está hospedada foi o cenário de um misterioso crime. O livro que ela está lendo na ocasião é “O mistério de Udolfo” de Ann Radcliffe.
Para quem não lembra, esta escritora é retratada no filme Becoming Jane (Amor e Inocência), em uma cena onde ela conhece Jane Austen. Embora não haja evidência de que as duas realmente tenham se conhecido, evidentemente, Jane Austen se inspirou nas obras dela para escrever Abadia de Northanger. O filme Emma (1996) faz menção do livro O romance da floresta também de Radcliffe.
Apenas por curiosidade, resolvi pesquisar mais sobre essa escritora e sua obra.
Ann Radcliffe (9 de Julho de 1764-7 February 1823) foi uma escritora inglesa pioneira do romance gótico. Ela publicou como a Sra. Radcliffe. Foi a sua técnica de explicar coisas sobrenaturais, bem como o comportamento impecável de suas heroínas, que conquistou a aprovação do público, transformando o romance gótico em algo socialmente aceitável.
Radcliffe nasceu Ann Ward em Holborn , Londres. Seu pai era William Ward, um camiseiro e sua mãe era Ann Oates. Na idade de 22 anos, casou-se com o jornalista William Radcliffe, proprietário e editor do Chronicle Inglês, em Bath , em 1788. O casal não teve filhos e, para se divertir, ela começou a escrever ficção, o que incentivou o marido.
Ela publicou Castelos do Athlin e Dunbayne em 1789. Ele deu o tom para a maioria de sua obra, que tendiam a envolver inocentes, mas heróicas mulheres jovens que se encontram em sombrios castelos misteriosos, governados por barões mais misteriosos ainda e com um passado sombrio.
Seus trabalhos eram muito populares entre a classe alta e a crescente classe média, especialmente entre mulheres jovens. Suas obras incluídas Um Romance da Sicília (1790), O Romance da Mata (1791), Os Mistérios de Udolpho (1794) e italiano (1797). Ela publicou um diário de viagem, Uma Viagem Através da Holanda e da fronteira ocidental da Alemanha em 1795.
O sucesso de O Romance da floresta estabeleceu Radcliffe como o principal expoente do histórico romance gótico. Estilisticamente, Radcliffe foi notada por suas descrições vívidas de lugares exóticos e sinistros, embora, na realidade, a autora raramente ou nunca visitara estes locais. Tímida por natureza, ela não incentivava a sua fama e abandonou a literatura como profissão.
Ela morreu em Londres em 07 de fevereiro de 1823 por problemas respiratórios, provavelmente causados por pneumonia. O funeral foi na Igreja de Saint George, Hanover Square, em Londres.
 
Os Mistérios de Udolfo foi publicados no verão de 1794 e é a quarta novela mais famosa da autora. A trama conta as aventura da jovem francesa Emily St. Aubert que sofre, entre outras calamidades, a morte de seu pai, terrores sobrenaturais em um sombrio castelo, e as maquinações de um bandido italiano. Após a morte do pai, Emily é encerrada no castelo Udolfo, nas mãos do Sr. Montoni, um criminoso italiano que se casou com sua tia, madame Cheron. O romance de Emily com Valancourt, jovem que conheceu em uma viagem para a suíça com seu pai, fica frustrado por Montoni e outros. Emily quer descobrir também uma explicação da misteriosa relação entre seu pai e a marquesa de Villeroi, um mistério que parece ter algo que ver com o castelo Udolfo.


Fontes de Pesquisa:

9 comentários:

Daiane Santo disse...

ótima dica, com certeza quero ler essa escritora. Lembro que quando vi a série da BBC, a personagem realmente era encantada com romances góticos. Parece ser um texto agradável, curioso, atraente. Já adicionei no Skoob para não esquecer de comprar.

Beijão!

Bruna Tavares disse...

Só cuida pra não ficar neurótica como a Catherine Morland! kkk
Beijos

Lia disse...

Oi, Bruna
Parabéns pelo post, muito interessante essa escritora, ainda não a conhecia. Bjs

Bruna Tavares disse...

Obrigada Lia

Janaina Cruz disse...

Eu também sou apaixonada pela poesia gótica, embora escreva sobre tudo.
Gostei da dica, vou seguir o teu blog e pesquisar mais sobre Jane Austen...

Bruna Tavares disse...

Obrigada pelo comentário Janaina.
Seja bem-vinda

Rafaela disse...

Eu li A Abadia de Northager e por isso me interesei muito pela Ann Radcliffe, qual foi a minha surpresa ao descobrir que não tinha nenhum livro dela publicado no Brasil!!! Felizmente encontrei uma versão do Italiano em português PT. O livro é ótimo, adoro os romances do ultra romantismo e o romance gótico que é uma vertente deste.

Joandre Oliveira Melo disse...

Boa noite:
Muito bom o texto sobre Jane Austen e sua inspiradora Ann Radcliffe.
ainda não li a obra de Ann, mas a julgar pelos texto de Austen, a obra deve ser mesmo muito boa.

Gostaria de seguir seu blog, no entanto, não consegui acessar o link. quando puder visite meu blog em : http://espacointuicao.blogspot.com. Um abraço.

P.S.: colocarei o link do seu blog nos meus links favoritos.

TC Souza disse...

Olá Bruna, estou buscando os livros que são citados nas obras da Jane Austen para lê-los. Você saberia me saberia dizer de outros além desses?

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...